segunda-feira, 24 de março de 2014

O estatuto do desarmamento não é uma lei, é um golpe.

Alguns dizem que eles só estão cumprindo a lei.
O estatuto do desarmamento não é uma lei, é um golpe.
É como se nas ultimas eleições o candidato com menos votos tivesse assumido no lugar do candidato com mais votos. Na verdade, é exatamente isso que aconteceu.

Até entendo a posição complicada em que a polícia está, mas eles são parte do mesmo povo que está a perder a liberdade e a vida por causa do desarmamento. E obedecer uma lei tirana é concordar com a tirania. se pensarmos que eles "deve cumprir a lei" a qualquer preço, teremos de eximir de culpa todos os soldados que agiram em favor de regimes tiranos.
Como diz um amigo meu, o problema não é a desobediência civil, mas a obediência civil a leis injustas. Permitimos que nos mandem para guerras, nos obriguem a matar em seu nome, pagar "aluguéis" sobre o que construimos com nosso trabalho, e aceitamos tudo isso. O governo pensa que somos servos, como nos tempos feudais, precisamos mostrar que esse país é nosso, não desses traidores. Nós, o povo, incluindo a polícia, precisamos nos levantar e reagir.

Entendo que o policial não possa ser um mártir, mas a corporação como um todo (não falo das "lideranças", porque essas podem ser compradas, mas dos policiais em geral) precisa se posicionar e  dar segurança para o policial individual cumprir seu dever, sem ajudar o governo a tomar a liberdade de todos nós. Até porque, quando termina o expediente o traficante não se vinga do governo, pela prisão de um dos seus, ele se vinga do policial. Policial este que logo estará tão indefeso quanto qualquer outro cidadão quando fora de serviço.

terça-feira, 11 de março de 2014

Policia apreende mais uma arma de pai de família. Bandidos continuamarmados

E o estado continua a usar todos os recursos, roubados de nós mesmos, para garantir que nos tornemos um bando de ovelhas pacatas. Como  vemos que alguns jornalistas estão se tornando.

"CONFESSOU que tinha o revolver em casa para segurança da família"

desarmamento civil
O estado trabalhando pela segurança do bandido
Reparem na estrutura dessa parte, dá a impressão de que "para segurança da família" é algo ruim, parece que essa é a parte que precisa ser "confessada". Não é novidade, mas vergonhoso como sempre.
Um pai de família tenta proteger a vida de sua prole e o estado o trata como criminoso.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Porque eu curto minhas próprias publicações no Facebook

Outro dia alguém me perguntou, por que eu curto minhas próprias publicações.

Bem, eu só compartilho o que eu acho legal, interessante ou relevante. Ao mesmo tempo, eu me interesso pelo que meus contatos curtem no meu perfil, então sempre que alguém curte algo eu vou lá ver o que a pessoa curtiu.



Outro dia compartilhei a imagem acima. Algum tempo depois dois contatos curtiram minha publicação e eu fui ver qual eles tinha curtido. Era essa. Isso é tão legal, mas tão legal, que eu não tive outra escolha, tive de curtir minha própria publicação. Aí eu pensei "vai aparecer na timeline que eu curti minha própria publicação... Mas o mundo precisa ver isso.. É legal demais!!!"

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Willyans Maciel: Comentários sobre o bandido que tentou roubar moto...

Essa semana correu um video de dois vagabundos que tentaram roubar uma moto e um deles foi baleado por um policial. Se você não viu, assista nesse link.
Como tenho certeza de que alguém vai defender o vagabundo, compartilho a imagem do vagabundo apontando a arma para o policial após receber voz de prisão.
Não foi "apenas" legitima defesa de terceiro, mas do próprio policial. Bandido não tem dó, não pensa em direitos humanos, não tem consciência, não respeita leis ou regras (isso inclui a porcaria do estatuto do desarmamento, só quem obedece é o homem de bem, o bandido está, esteve e sempre estará armado). São aquela porcentagem da espécie que passa os genes a frente pilhando os outros, pela trapaça, sem culpa ou compaixão.


Ontem a noite um colega me informou que a corregedoria avaliou o caso e considerou legítima defesa por parte do policial. O vagabundo levou um tiro na perna e outro no quadril, está hospitalizado às nossas custas e passa bem (melhor que muitos cidadãos pagadores de impostos).
Para aqueles que aproveitaram a oportunidade para defender a postura do "entregue tudo e não faça nada, não reaja" digo que não havia garantia nenhuma de que o vagabundo não daria um tiro na vítima enquanto se afastava, há muitos casos em que isso acontece, basta procurar as notícias. E este foi um caso excepcional, muitas vezes atiram antes de anunciar o assalto, como acontecia recentemente em Porto Alegre, com um serial killer que atirava nos motoristas de taxi imediatamente, antes de anunciar assalto, para  depois rouba-los. A justificativa que deu para a policia era que assim ficava mais fácil. Claro, ele sabe que o taxista não estava armado.

Originalmente publicado em meu blog pessoal.

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Transporte coletivo de Curitiba após tempestade


Muitas vezes é assim por causa de qualquer copo de água que cai, o transito de Curitiba vira um caos. Especialmente os coletivos.
Mas nesse caso foi justificável, acontecia uma tempestade muito forte, no dia 3 de outubro, quinta-feira passada. Deixou um rastro de destruição pelo centro da cidade e bairros próximos, além de algumas regiões mais afastadas. Pudemos ter uma visão clara de como seria um furacão ou outra grande catastrofe. É claro que em uma escala muito menor.



Estava voltando do trabalho e um ônibus bateu no outro de leve, nem arranhou, mas na confusão parcialmente instaurada pela tempestade, que felizmente já não assolava aquela parte da cidade, o transito parou, bloqueando 5 quadras, contei 25 ônibus biarticulados parados, mais alguns ligeirinhos atravessados na canaleta. Fora os alimentadores que estavam com atraso de 45 minutos.

Seria ótimo se os atrasos no transporte coletivo fossem nosso único problema, mas infelizmente muitas pessoas foram afetadas por árvores caindo sobre carros, casas destelhadas, entre outras coisas.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Quando um sapo chega perto demais de um lançamento da NASA


Eu não costumo por fotos muito grandes aqui, mas nesse caso é preciso.
A foto abaixo foi tirada durante o lançamento do foguete Ladee, da NASA, na Virgínia, EUA, em 6 de setembro.
Um sapo parece ter se pendurado no foguete, ou estava no chão muito perto, sendo lançado para longe na hora do lançamento (engraçado, o sapo foi lançado pelo foguete LOL).
Rocket-frog
Rocket-frog
Segundo o site da NBC, esta não é a primeira vez que um animal acabou pendurado na parte errada de um foguete. Em 2009, o mesmo ocorreu a um morcego. Passaros fugindo são comuns, ouve um perú e umas vacas foram assustadas (e correram destruindo cercas).

Não deve ser engraçado para o sapo, mas eu ri.